Experiência e Expertise:
É disso que sua empresa precisa na hora de se comunicar bem com o mercado.

  • Fornecimento de Conteúdo Editorial
  • Desenvolvimento de Projetos
  • Pesquisa de Mercado
  • Material Impresso
  • Campanhas Publicitárias
  • Criação de Identidade Visual

Governo Federal vai garantir mais de R$ 1 bilhão em incentivos para expansão do metrô de São Paulo

Por meio do Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura, empresa concessionária terá direito a abatimento de imposto para investir na implantação da Linha 6

Por meio do Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura, empresa concessionária terá direito a abatimento de imposto para investir na implantação da Linha 6

 

O Governo Federal está apoiando os esforços para ampliar a capacidade de atendimento do metrô da cidade de São Paulo (SP). Nesta sexta-feira (11), foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) o enquadramento do projeto de implantação da Linha 6 – Laranja no Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi). A portaria beneficia a Concessionária Linha Universidade S.A.

Incialmente, o valor a ser investido pela concessionária na obra do metrô seria de R$ 13,05 bilhões. Com o enquadramento na Reidi, o montante passa para R$ 11,96 bilhões, o que corresponde a incentivos fiscais de mais de R$ 1 bilhão.

As ações preveem implantação das obras civis e sistemas, fornecimento do material rodante, operação, conservação, manutenção e expansão da Linha 6 – Laranja. O sistema compreende 15,3 quilômetros de linhas férreas, 15 estações e a aquisição de 23 trens, cada um com capacidade de atender simultaneamente 1.620 passageiros. A nova linha vai permitir a ligação da região dos bairros Brasilândia e Freguesia do Ó ao centro da capital paulista. Também serão atendidos os bairros da Liberdade, Bela Vista, Barra Funda, Perdizes, Consolação e Lapa.

A previsão é que as obras civis sejam iniciadas em outubro deste ano e finalizadas em setembro de 2026. Durante a implantação das instalações, serão gerados mais de 7 mil empregos diretos. Quando finalizado, o sistema terá capacidade para transportar mais de 630 mil passageiros por dia. Considerando a área de influência indireta (áreas atendidas por integração com a rede de transportes), a população da região noroeste beneficiada será de mais de um milhão de pessoas.

O projeto propõe ainda a integração da nova linha com as Linhas 1 – Azul; 4 – Amarela; 7 – Rubi; e 8 – Diamante. Além disso, também estão previstos acessos contíguos a três terminais de ônibus e ao Corredor 9 de Julho.

Fonte:  Assessoria de Comunicação Social do Ministério do Desenvolvimento Regional

11/09/2020

Compartilhe...Email this to someoneShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this page