Experiência e Expertise:
É disso que sua empresa precisa na hora de se comunicar bem com o mercado.

  • Fornecimento de Conteúdo Editorial
  • Desenvolvimento de Projetos
  • Pesquisa de Mercado
  • Material Impresso
  • Campanhas Publicitárias
  • Criação de Identidade Visual

Implementos Rodoviários: ritmo de recuperação está consolidado, diz Fabris, da ANFIR

Noberto Fabris, presidente da ANFIR

Noberto Fabris, presidente da ANFIR

Para Noberto Fabris, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR) o ambiente de negócios será mais promissor em 2020.

Veja na entrevista que ele concedeu à Série Estudos Rodoviário.

Série Estudos – O ano de 2019 deverá apresentar resultado aproximadamente 20% superior com relação a 2018 segundo a ANFIR. Já dá para estimar como será 2020?

Norberto Fabris – Sim. Acreditamos que o próximo ano de 2020 deverá ser melhor. O ritmo de recuperação está consolidado e por isso acreditamos que em 2020 o ambiente de negócios deverá estar melhor.

Série Estudos – Quais fatores o senhor acredita que poderão contribuir para essa situação?

Norberto Fabris – Temos a expectativa de juros reais mais baixos. Além disso o agronegócio acena com mais uma safra recorde e o governo federal já anunciou seu programa de investimentos em infraestrutura da ordem de R$ 144 bilhões.

Série Estudos – Mas o governo federal acena com alguma política de incentivos ao setor?

Norberto Fabris – O governo federal está focando sua atenção no desenvolvimento geral da economia. Isso nos beneficia diretamente porque somos responsáveis pela movimentação de cerca de 60% de todas as cargas no Brasil. Quanto a incentivos esse tema precisa ser bem pensado para não serem repetidos erros do passado quando a política de juros baixos criou crescimento artificial no mercado. Por conta disso aprendemos de forma amarga que não existe dinheiro de graça.

Série Estudos – O que a indústria espera do governo para colocar a economia na rota do desenvolvimento?

Norberto Fabris - Nós queremos entender como será a política daqui em diante, de fomentar ou não o transporte. Fomentar, não criar incentivos que ao final do período prejudiquem o setor, como nós já vimos no passado. Precisamos de uma luz, uma direção para poder trabalhar.

Outubro 2019

 

Compartilhe...Email this to someoneShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this page