Experiência e Expertise:
É disso que sua empresa precisa na hora de se comunicar bem com o mercado.

  • Fornecimento de Conteúdo Editorial
  • Desenvolvimento de Projetos
  • Pesquisa de Mercado
  • Material Impresso
  • Campanhas Publicitárias
  • Criação de Identidade Visual

Pandemia interrompe crescimento da indústria de implementos rodoviários

Volume de emplacamentos no primeiro trimestre de 2020 ficou semelhante ao registrado em 2019

Volume de emplacamentos no primeiro trimestre de 2020 ficou semelhante ao registrado em 2019

 

A paralisação dos negócios causada pela pandemia de COVID 19 atingiu o setor produtor de implementos rodoviários, interrompendo a espiral de crescimento registrada no primeiro bimestre de 2020. De janeiro a março o total de emplacamentos foi de 25.351 unidades ante 25.547 produtos no primeiro trimestre de 2019. Isso representa recuo de 0,77%.

“Os emplacamentos de abril deverão trazer com mais força os efeitos da queda no desempenho da economia causada pela pandemia”, explica Norberto Fabris, presidente da ANFIR-Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários. “Entendemos que todas as medidas para combater o virus são necessárias e aceitamos as perdas materiais ao invés da perda de vidas”, afirma e completa: “teremos um período difícil pela frente”.

O segmento Pesado, que completou sua recuperação em 2019, registrou variação negativa. Nos primeiros três meses de 2020 foram emplacados 13.171 implementos rodoviários, contra 13.969 produtos no mesmo período do ano passado o que representa recuo de 5,71%.

Já o segmento Leve apresentou variação positiva no primeiro trimestre de 2020 de 5,2%. No período o mercado adquiriu 12.180 unidades ante 11.578 produtos distribuídos no primeiro trimestre de 2019.

ANFIR 1 TRI 2020

Indústria presente

A indústria de implementos rodoviários tem feito sua parte para enfrentar a crise causada pelo coronavírus. O foco principal tem sido apoiar seus colaboradores e suas respectivas famílias e comunidades. “Nosso pessoal é bastante consciente e atua como multiplicador de idéias no combate à pandemia”, afirma o presidente da ANFIR. O setor emprega 45 mil colaboradores em 138 empresas associadas presentes em 17 dos 26 estados brasileiros. A localização das empresas varia de regiões metropolitanas a municípios pelo interior do Brasil.

“Nesse momento é muito importante evitarmos que o virus se alastre comprometendo a saúde das pessoas”, alerta Fabris e conclui: “o Brasil vai continuar depois da pandemia e nós faremos nossa parte para recupera-lo, junto com nossos colaboradores, parceiros, clientes e fornecedores”.

Veja o que algumas empresas fabricantes de implementos rodoviários estão fazendo para contribuir no combate ao coronavírus:

Argi – A empresa de Jaraguá do Sul (SC) reduziu o quadro de funcionários para 50%  deu férias aos menores aprendizes e pessoas no grupo de risco, encaminhou a UBS colaboradores com sintomas da doença e adotou home office. Também aumentou as distâncias entre as mesas no refeitório e na administração, distribuiu máscaras, ampliou a higienização e adotou horário diferenciado no almoço.

Carrocerias Buoro – Com sede em Guarulhos (SP) a empresa realiza diariamente orientação de prevenção a propagação do vírus, fornece produtos de higiene pessoal, álcool em gel e máscaras. Os banheiros e vestiários são lavados duas vezes por dia. A orientação dada aos colaboradores é que pratiquem as precauções  de combate ao COVID 19 também em suas casas.

Facchini– A empresa localizada em Votuporanga (SP) colocou todo seu pessoal administrativo em regime de home office. Todos têm recebido orientações constantes a respeito dos cuidados cotidianos para ajudar no combate a virose. Foram instituidos mais turnos de almoço, diminuindo o fluxo de pessoas, e ampliada a distância dos assentos das mesas de refeitório para o padrão de um metro.

Frigo King – A empresa, de Guaramirim (SC), ampliou o serviço de limpeza de maçanetas, disponibilzou álcool em gel para todos os colaboradores, está limpando as dependências da companhia com mais frequência utilizando desinfetantes de maior poder de higienização e os bebedouros foram lacrados passando a ser usados somente com copos descartáveis.

Grimaldi – Com sede em Santo Antonio da Posse (SP) a empresa fechou os alojamentos, ampliou a comunicação interna das medidas de higiene, distribuiu álcool em gel e respiradores faciais aos colaboradores, aumentou a higienização e limpeza na empresa e nos ônibus, suspendeu o uso de uniforme mas sem interferir no uso de EPI quando necessário e colocou a equipe externa em home office.

HC Hornburg – A empresa de Jaraguá do Sul (SC) entrou em férias coletivas por sete dias e passou para home office o pessoal aldministrativo e de grupo de risco. Além disso, a companhia realiza a medição de temperatura diariamente dos funcionários e de outras pessoas que estejam na fábrica intensificando a transmissão das instruções de higienização das mãos com água e sabão e uso do álcool em gel.

Hyva – Com sede em Caxias do Sul (RS) a empresa segue as orientações da OMS para o combate ao virus, concedeu férias de 20 dias (até 12 de abril) para as áreas produtivas e pôs em home office os setores de atendimento a clientes, fornecedores e folha dos funcionários. Foram doados a Secretaria Municipal de Saúde recursos para a compra de respiradores além de 5 mil máscaras e 100 óculos de proteção.

Implementos Rodoviários São Paulo – A empresa que está localizada em Mossoró (RN) pôs em férias todos com mais de 60 anos, orienta todos a lavarem constantemente as mãos e a manter distância de dois metros entre si. Máscaras de proteção e álcool em gel tem sido distribuídos a todos os colaboradores que são incentivados a usa-las também foram da companhia,

Randon – A empresa com sede em Caxias do Sul (RS) iniciou a distribuição de 50 mil frascos de álcool em gel para caminhoneiros. A entrega será feita em parceria com outras organizações além da Rede de Distribuidores Randon, presente em 14 estados brasileiros. A empresa apoiará a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) na montagem de postos de triagem e conscientização no combate ao vírus.

Thermo Star – Com sede em Massaranduba (SC) distribuiu álcool em gel em toda a fábrica, redistribuiu o almoço para evitar concentração, põs 60% das equipes Comercial e Marketing em home office, concedeu férias para metade do setor administrativo, colocou em quarentena todos que estavam em viagem em março e distribuiu máscaras respiratórias para colaboradores que quiessem usa-las.

Triel HT – A empresa, de Erechim (RS), concedeu férias coletivas, reforçou todas as medidas de higiene nas áreas comuns da fábrica, suspendeu visitas e reuniões presenciais de todo o tipo por 40 dias. A companhia mantém a rotina de negócios com reuniões virtuais por intermédio das plataformas de comunicação digital Skype e Whatszap.

Fonte: Imprensa Anfir

06/04/2020

 

 

Compartilhe...Email this to someoneShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this page