Experiência e Expertise:
É disso que sua empresa precisa na hora de se comunicar bem com o mercado.

  • Fornecimento de Conteúdo Editorial
  • Desenvolvimento de Projetos
  • Pesquisa de Mercado
  • Material Impresso
  • Campanhas Publicitárias
  • Criação de Identidade Visual

VLI já movimentou 16% mais cargas no Norte em 2019

Movimentação grãos VLI_Divulgação VLI Trecho ferroviário entre Açailândia (MA) e Porto Nacional (TO), operado pela companhia ganha espaço ano a ano

Movimentação grãos VLI_Divulgação VLI
Trecho ferroviário entre Açailândia (MA) e Porto Nacional (TO), operado pela companhia ganha espaço ano a ano

A VLI, companhia de soluções logísticas que integra terminais, ferrovias e portos, já movimentou até agosto deste ano 16% mais do que o volume registrado no mesmo período de 2018 no trecho ferroviário entre Açailândia (MA) e Porto Nacional (TO). Com destino aos terminais localizados no Porto de Itaqui, no litoral do Maranhão, a ferrovia contribui de maneira mais eficiente para o transporte de cargas de soja, milho e farelo oriundas do leste e nordeste do Mato Grosso, sul do Pará e da nova fronteira agrícola, o Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). Além disso, o trecho também recebeu cargas de celulose e combustíveis.

Os mais de 700 quilômetros entre Porto Nacional (TO) e Açailândia (MA) conectam-se à Estrada de Ferro Carajás formando uma importante conexão entre as áreas produtoras e o mercado externo. Ligados aos trilhos, a VLI dispõe de terminais integradores, que recebem cargas do modal rodoviário e transferem a carga para a ferrovia. Os terminais de Porto Nacional e Palmeirante têm capacidade de movimentar seis milhões de toneladas de grãos por ano. Em 2019, as unidades já receberam mais de quatro milhões de toneladas. “Nos últimos anos a VLI capacitou a ferrovia para dar suporte ao agronegócio na nova fronteira agrícola do Brasil. Construímos dois terminais em Tocantins, melhoramos a malha ferroviária, adquirimos locomotivas e vagões”, aponta Fabiano Rezende, gerente geral responsável pelas operações ferroviárias da VLI nos estados do Maranhão e Tocantins.

Os trilhos como saída

A VLI acredita no desenvolvimento do leste e nordeste do Mato Grosso, do sul do Pará, do Matopiba e na consolidação da rota que conecta os trilhos ao litoral maranhense para contribuir ainda mais com o agronegócio. “O sistema integrado é uma alternativa eficiente para que os produtores alcancem o mercado externo. Há um potencial e nossa infraestrutura está pronta para atender”, completa Rezende.

Locomotiva VLI_divulgação VLI

 

Sobre a VLI

A VLI tem o compromisso de contribuir para a transformação da logística no país, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). Escolhida como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar pela revista Você S/A pelos últimos quatro anos e a melhor do segmento de Serviços de Transporte pela Istoé Dinheiro em 2018, a VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

Fonte: Imprensa VLI

25/09/2019

 

Compartilhe...Email this to someoneShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this page