Para conhecer nossos projetos editoriais, clique na capa da publicação.


Ano XXIII
Junho 2018

Ano XXI
Dezembro 2017

Relatório
SIMEFRE 2017
Edições Anteriores

Experiência e Expertise:
É disso que sua empresa precisa na hora de se comunicar bem com o mercado.

  • Fornecimento de Conteúdo Editorial
  • Desenvolvimento de Projetos
  • Pesquisa de Mercado
  • Material Impresso
  • Campanhas Publicitárias
  • Criação de Identidade Visual

Yamaha renova XTZ 250 Lander após 12 anos

Modelo teve mudança completa no visual e conta agora com ABS, mas só dianteiro

Modelo teve mudança completa no visual e conta agora com ABS, mas só dianteiro

A Yamaha renovou pela primeira vez em 12 anos a aparência de sua moto trail XTZ 250 Lander. As mudanças atingem tanque, farol, banco, painel, laterais, defletores e resultaram na adoção de freio ABS para a roda dianteira. A garantia é de quatro anos. Sua renovação resultou no fim da Tenéré 250, da qual a nova Lander herdou a lanterna traseira e outros itens. A nova moto chega às concessionárias em janeiro, ainda sem preço definido, mas dá para estimar cerca de R$ 17 mil, já que sua principal concorrente, a Honda XRE 300, parte de R$ 18,2 mil.

O motor de 250 cc da Lander ainda é o mesmo e produz até 20,9 cavalos com etanol. Ele recebeu um novo bico injetor com maior vazão, o que melhorou as respostas ao acelerador. O câmbio mantém apenas cinco marchas. Além do estilo bem mais atual, a Lander ganha com a adoção de um tanque maior. Passou de 11 para 13,6 litros. Essa nova capacidade resulta em uma autonomia próxima a 400 quilômetros em estrada se o piloto abastecer com gasolina e rodar em média a 100 km/h.

O novo farol usa LED em vez de lâmpada halógena. A Lander sempre utilizou painel de instrumentos digital, mas agora traz novos indicadores de consumo instantâneo e média de consumo. Tem ainda hodômetro total e dois parciais (trip 1 e trip 2), fuel trip (que indica a quilometragem rodada na reserva), relógio e conta-giros.

As revendas Yamaha também venderão um conjunto de acessórios desenvolvido para viagens. Chamado Kit Touring, ele é formado por para-brisa, protetor lateral de motor, bagageiro e duas opções de bauleto, com 33 ou 35 litros.

A adoção do freio ABS na Lander ocorreu por força de legislação. A partir de 1º de janeiro do ano que vem, todas as motos importadas ou produzidas no Brasil com cilindrada até 300 terão de receber freios combinados ou com ABS. Com cilindrada acima disso o ABS é obrigatório.

Fonte: Automotive Business

03/11/2018

Compartilhe...Email this to someoneShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this page